Os Melhores Quadrinhos Brasileiros de 2008

Com a chegada do fim de ano podemos perceber que 2008 foi um ano maravilhoso para os quadrinhos nacionais. Nunca se produziu tanto quadrinhos brasileiros e de tão boa qualidade. Para provar isso, revolvi fazer uma lista dos 10 melhores quadrinhos brasileiros publicado em 2008, na minha humilde opinião.

E na minha lista não importa a mídia e nem o modo que o quadrinho foi publicado, então tá valendo publicação independente, por editora ou webcomics. Vamos a eles!

10º Posição: A Casa ao Lado – Essa HQ é o que eu poderia chamar de típica história “sessão da tarde”. Não possui grandes pretensões, mas pode ser incrivelmente divertida. Com roteiros de Diogo Cesar e arte de Pablo Mayer, A Casa ao Lado conta a história de Jorge, um cara pacato mas que é arrancado de sua tranquilidade quando o seu filho desaparece na sombria mansão vizinha de sua casa, que é tida como mal assombrada.

A partir de uma premissa batida, Diogo e Pablo constroem uma história divertida e com personagens cativantes. E não bastasse a história ser boa, o álbum é extremamente barato, custa apenas R$ 15,00, então se você ainda não comprou, tá esperando o quê?

9º Posição: Avenida 3 – A grande sacada da revista Avenida é sempre trazer três histórias, de três quadrinistas diferentes, sendo que ao mesmo tempo em que são independentes uma das outras, também possuem algum tipo de interconexão, como por exemplo um fato principal se tornar cena de fundo da outra história, e aí por diante.

O mais interessante é que os três autores de Avenida (André Caliman, Rui Silveira, Wellington Marçal) possuem estilos de desenhos bem diferentes entre si, então podemos ver os personagens sendo representados em diferentes traços conforme se movimentam entre as histórias. Estou desde já ansioso pela publicação da quarta edição.

8º Posição: Nerdson não vai a escola – Nerdson é uma webcomics de geek para geek. Já deixo isso claro pois as situações abordadas pelo autor Karlisson em seus quadrinhos são voltadas para este universo dos programadores e da galera de TI (eu mesmo, apesar de ter feito colegial técnico em Processamento de Dados, fico boiando em muita das piadas).

Mas apesar de estar voltado pra esse nicho, Nerdson também faz diversas referências ao mundo pop, podendo agradar até mesmo os não-nerds, como o caso desta adaptação geek da música Eduardo e Mônica do Legião Urbana. Confiram, pois é simplesmente hilária!

7º Posição: Power Trio – Esta revista independente foi uma grande surpresa vinda do Rio Grande do Sul. Produzida por Rafael Albuquerue, Eduardo Medeiros e Mateus Santolouco, Power Trio conta uma história um tanto clichê, de um guitarrista que vende a sua alma ao diabo para se torna um grande rockstar, mas que se torna interessante justamente pela forma como é contada.

Cada um dos autores conta a mesma história sobre três pontos de vista diferentes (e neste aspecto, a Power Trio se assemelha um pouco a Avenida). O trabalho gráfico é impecável, e os desenhos são magníficos. Segundo os autores, essa é a primeira revista de uma trilogia. A segunda edição, ao que parece, já será lançada agora em janeiro.

6º Posição: Dinamite e Raio Laser – Dinamite é um gato com aquele típico estilo cartum norte-americano das séries animadas de Tex Avery. Sua principal arma é uma bigorna gigante, que pode cair do nada na cabeça do adversário. Raio Laser também é um gato, mas ao estilo mangá de ser, com seus olhos grandes, cheio de bugigangas tecnológicas e até mesmo com um robô gigante próprio.

Aí você pergunta, como dois personagens, baseados em universos culturais tão distintos, podem dar certo juntos? Pois esse é o maior trunfo dessa webcomics criada por Samuel Fonseca. E não para por aí, pois o universo de Dinamite e Raio Laser é habitado por uma fauna de personagens dos mais diversos já visto numa mesma HQ; super-herói garanhões, elfos de jogos de RPG afeminados, monstrinhos de bolso geeks, “marinheiras da lua” coelhas kawaiis, e por aí vai. Uma das coisas mais divertidas nas histórias é justamente ficar procurando pelas diversas referências cults e pops que o Samuel vai deixando pelo caminho. Dinamite e Raio Laser é diversão garantida.

5º Posição: Nanquim Descartável 2 – Confesso que gostei mais da primeira edição do que dessa segunda, mas não porque esta edição seja pior, muito pelo contrário, mas eu particularmente prefiro o clima mais leve e descontraído da primeira edição ao clima mais denso e pesado desta segunda. Nanquim Descartável, com suas protagonistas Ju e Sandra, é disparada a melhor revista independente sendo publicada atualmente na minha opinião.

Muito disso é devido a grande habilidade de Daniel Esteves de construir situações e diálogos verossímeis para pessoas normais como você ou eu (bem, eu não sou tão normal assim, mas você sacou a idéia). E mais do que isso, é incrível como o Esteves consegue abordar tão bem o universo feminino, e muitas mulheres que leram a Nanquim concordam comigo. E esse fato é mais surpreendente ainda se você conhece o Esteves pessoalmente.

Eu fico me perguntando, como um cara rústico como o Esteves, completamente sem noção e com parafusos a menos, consegue ser em suas histórias tão meigo e sentimental a ponto de exprimir de forma tão convincente a alma feminina? Bem, esse é um dos grandes mistérios insolúveis da humanidade. Agora é esperar que ele não enrole muito pra publicar a terceira edição.

4º Posição: O Cabeleira – Esta HQ foi uma outra grande surpresa pra mim esse ano. Ela é uma adaptação do romance de Franklin Távora feita pelos roteiristas Leandro Assis e Hiroshi Maeda e belamente desenhada por Allan Alex.

O que mais me agrada em O Cabeleira é a excelente narrativa cinematográfica que os roteirista impuseram a história, além de todo o clima faroeste à moda de Sérgio Leone. Por esse grande trabalho, Leandro e Hiroshi são os grandes favoritos a ganharem o Troféu HQMix de Roteirista Revelação o ano que vem – e sorte a minha que concorri neste ano =)

3º Posição: Bichinhos de Jardim – Quando conheci essa série de tirinhas de Clara Gomes, logo pensei: “Bah, deve ser mais uma tirinha com desenhinhos fofinhos para garotas fúteis que lêem Carícia”. Mas como as aparências enganam.

Os desenhos até são fofinhos mesmo, mas o conteúdo das tiras não tem nada de fútil. Clarinha é praticamente um André Dhamer de saias (e sim, isso foi um elogio). Ou seja, Bichinhos de Jardim traz uma crítica social e política tão ácida e corrosiva quanto os Malvados, mas com muito mais estilo e elegância. Não é a toa que os Bichinhos são uma das webcomics brasileiras mais populares da Internet hoje em dia.

2º Posição: O Circo de Lucca – Este é pra mim disparado o melhor álbum de quadrinhos publicado em 2008. O que mais me agrada nesse primeiro álbum do Jozz é a capacidade que ele teve de, ao mesmo tempo em que constriu uma história leve e divertida, também criou uma obra incrivelmente complexa, abusando dos recursos da linguagem dos quadrinhos, e que permite uma leitura em várias camadas.

E não bastasse a história de O Circo já fazer o álbum valer a pena, ele ainda traz um excelente texto teórico do Jozz abordando sobre a linguagem dos quadrinhos e suas infinitas possibilidades. Eis um bom presente pra você dar nesse Natal.

1º Posição: Desvio – Se Jean Okada e A. Moraes tivessem nascido na Europa ou nos EUA, com certeza Desvio já teria virado um luxuoso álbum de tiras, e eles estariam ricos, famosos e agraciados com diversos prêmios, pois Desvio é um dos melhores quadrinhos já feitos no mundo. Mas infelizmente eles deram o azar de nascer no Brasil, e provavelmente vão morrer sem ter esse reconhecimento.

Eu não me canso de ler as tiras de Desvio. E a cada leitura, as tiras se transformam, novos significados são alcançados e eu avanço mais ainda nos diversos níveis do gigante e infinito fractal do qual Desvio é composto. É difícil exprimir em poucas palavras a experiência que é ler Desvio, por isso, recomendo que você mesmo a tenha por si próprio.

E o mais legal é que fui informado pelos autores que Desvio não acabou e terá novas tiras sendo publicada, ainda que num ritmo mais esporádico. A humanidade agradece, mesmo que poucos tenham a oportunidade de conhecer essa magnífica obra.

*****

Pois bem, essa foi a minha lista dos melhores quadrinhos brasileiros de 2008. Como selecionei apenas dez, tive que deixar muita coisa boa de fora. E se você não concorda com a seleção que eu fiz, fica aí o espaço dos comentários democraticamente aberto para que você mesmo exponha as suas listas de melhores de 2008.

Então boas festa e bom fim de ano. Até 2009, com muito mais quadrinhos brasileiros de qualidade.

About these ads
Comments
5 Responses to “Os Melhores Quadrinhos Brasileiros de 2008”
  1. Karlisson disse:

    Rapaz, é uma honra aparecer nesse top 10 :D
    Muito obrigado pela indicação. Nos vemos na Campus Party!

  2. Leandro disse:

    Cadu,
    Que felicidade ver O Cabeleira na sua lista! E com direito a nos apontar como candidatos ao HQ Mix!! Putz, valeu mesmo! Abração!

  3. James disse:

    Muito legal a lista,

    de todos esses só não gosto de Dinamte e Raio Laser e ainda não pude ler “Circo de Lucca” e “Nanquim descartavel”.

    Fora esses concordo com todo o resto, no lugar de Dinamite e Raio laser colocaria Café Espacial, que foi a “revista mix”(digamos assim) que mais me agradou em 2008.

    Valeu!

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. [...] By Hiroshi Complementando o post anterior, saiu mais uma lista, dessa vez pelo site 4o mundo. A lista indica os 10 melhores quadrinhos de 2008 e foi feita por Cadu [...]

  2. [...] o quarto melhor lançamento de 2008 pelo Quarto Mundo, esta história em quadrinhos traz como personagem central o Cabeleira, famoso bandoleiro do [...]



Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: